Skip to main content
Francisco Ferdinando da Austria

Foram muitos os fatores que empurraram grande parte do mundo a uma situação tão lamentável, quanto a Primeira Guerra Mundial.

As suas causas são complexas e variadas, a corrida armamentista, o imperialismo, o nacionalismo, e um sistema de alianças entre as potencias, contribuíram para a eclosão da Primeira Guerra Mundial.

Por volta do ano de 1914 a Europa era um autêntico barril de pólvora. Só estavam esperando mesmo que alguém acendesse o pavio. E isso aconteceu no dia 28 de junho de 1914, no incidente que passou à historia como o atentado de Sarajevo, que vitimou o arquiduque Francisco Fernando, herdeiro do Império Austro-Húngaro, e sua esposa, a duquesa Sofia de Hohenberg. E hoje nesse video vamos conhecer um pouco sobre a vida dessas duas pessoas e alguns detalhes sobre naquele 28 junho com jovem nacionalista Sérvio assassinou o casal, e esse foi o estopim da primeira guerra mundial.

O arquiduque Francisco Ferdinando Carlos Luís José Maria chegou ao mundo em Graz, na Áustria em 18 de dezembro de 1863, ele era o filho mais velho da princesa princesa Maria Anunciata das Duas Sicílias, a segundo esposa de seu pai o arquiduque Carlos Luís da Áustria, que era irmão do imperador Francisco José e Maxiliano I do Mexico, e neto do Arquiduque Francisco Carlos da Áustria e a princesa Sofia da Baviera.

Ele recebeu a típica e rigorosa educação dos arquiduques austríacos, tornando-se um general de cavalaria.

Francisco Fernando tinha um hobby, se é que se pode chamar assim, muitos consideraram uma obsessão pela caça, e troféus Animais, era excessivo, mesmo para os padrões da nobreza europeia da época. Dizem que houve um só dia, em que ele abateu mais de mil aves. Em seus diários, ele registrou aproximadamente 300.000 animais abatidos, 5.000 das quais eram veados. Milhares deles exibidos em seu castelo em Konopiště no entorno de Praga, que ele também encheu com várias antiguidades, que era outra de suas paixões.

Sua vida mudou inesperadamente quando o seu primo o Principe Rodolfo, pareceu morto junto à sua amante, no seu pavilhão de caça no povoado de Mayerlin, Rodolfo era o único filho varão do imperador Francisco Jose, e portanto o seu Único herdeiro.

 

Francisco Ferdinando da Austria

Francisco Ferdinando da Austria

 

Com a morte de Rodolfo o proximo na linha de sucessão seria o irmão do imperador Carlos Luís, porem, este renunciou ao seu direitos sucessórios em favor de seu filho mais velho. Assim Francisco Fernando tornou-se herdeiro do trono do Império Austro-hungaro com 26 anos. Naquela época estava solteiro e agora o que se esperava dele era que se casasse o mais rápido possível com alguma princesa Européia apropriada, e procriasse para garantir o futuro da dinastia.

Por volta de 1894, Franz Ferdinand conheceu a condessa Sofia Chotek em um baile em Praga, e se interessou muito por ela. Porem ela não tinha os requisitos mínimos para se casar com o futuro imperador, Sofia era uma dama de companhia da arquiduquesa Elisabeth, esposa do arquiduque Frederico da Áustria, duque de Teschen. Os dois começaram uma correspondia de cartas e aquilo foi virando amor. Eles mantiveram seu relacionamento em segredo por mais de dois anos.

O arquiduque Franz Ferdinand da Áustria, começou a visitar a residencia da arquiduquesa Elizabeth e Frederick com frequência, para estar ao lado da sua amada Sofia. A aquiduquesa Elizabeth, pensou ele estava lá para cortejar uma de suas muitas filhas. Ficou muito feliz coma possibilidade para casar uma delas com o futuro imperador. Em uma das suas muitas visitas, Francisco Fernando esquaceu um relógio de bolso na quadra de tênis, a arquiduquesa o encontrou e nao se contendo de curiosidade o abriu esperando encontrar a foto de algumas de filhas, mas, para a sua decepçao o que viu foi um retrato da condessa Sofía Chotek sua dama de companhia.

Elizabeth ficou furiosa, considerou que Francisco Fernando a ridiculazou as suas filhas, criando e alimentando nelas falsas pretensões de casamento, tudo isso para depois escolher uma simples filha de um diplomata como noiva e futura imperatriz. Despediu imediatamente Sofia do serviço, fez um escandalo e virou uma feroz inimiga do jovem casal, fazendo de tudo para evitar uniao de ambos. Depois disso Francisco Fernando assumiu publicamente o relacionamento com Sofia e a pediu em casamento.

O imperador Francisco José disse a Francisco Fernando que o casamento com Sofia não era possível, pois como seu sucessor ele tinha que se casar com uma mulher que fosse membro da família Habsburgo ou de uma casa real europeia, e Sofia não preenchia esses requisitos. No entanto, Francisco Fernando insistiu que não se casaria com outra mulher.

O papa Leão XIII, o czar Nicolau II da Rússia, e o kaiser Guilherme II da Alemanha intercederam a favor de Francisco Fernado junto ao imperador Francisco José I, argumentando que a discordância entre tio e sobrinho somente abalava a estabilidade da monarquia.

Em 1899, Francisco José autorizou a realização do casamento, porem impondo pesadas condições: a união seria morganática e seus descendentes não teriam sucessão direta ao trono; Sofia não teria o status, títulos, precedência ou mesmos privilégios que Francisco Ferdinando tinha;  Além disso, ela não poderia aparecer em público ao lado de seu marido, nem andar em uma carruagem imperial ou entrar em qualquer ala imperial.

Em 28 de junho de 1900, no Palácio Imperial de Hofburg, perante o imperador e todos os arquiduques, ministros e dignitários da corte, o cardeal-arcebispo de Viena e o primaz da Hungria, Francisco Ferdinando assinou um documento oficial no qual declarava publicamente que Sofia, como sua esposa morganática, jamais ostentaria os títulos de imperatriz, rainha ou arquiduquesa e que seus descendentes jamais receberiam qualquer direito dinástico ou privilégios imperiais em nenhum dos domínios Habsburgo.

O casamento foi celebrado em 1 de julho de 1900, em Reichstadt, na Boêmia. Francisco José não participou da cerimônia, nem qualquer arquiduque incluindo os irmãos do noivo. Os únicos membros da família imperial presentes eram sua madrasta, a princesa Maria Teresa de Bragança, e suas duas filhas.

Após o casamento, Sofia recebeu o título de “Princesa de Hohenberg”, com o tratamento de “Sua Alteza Sereníssima”. Sempre que o casal reunia-se com outros membros da realeza, Sofia era ignorada em virtude de sua posição e obrigada a ficar separada do marido.  Não era de estranhar que Francisco Fernando odiasse a corte de Viena sempre a evitava, e vivia no seu castelo de Konopiště em praga com a sua mulher e os seus três filhos:

Sofía María Francisca Antonia Ignacia Alberta de Hohenberg

Maximiliano Carlos Francisco Miguel Humberto Antonio Ignacio José María de Hohenberg

Alfonso Francisco Ignacio José María Antonio de Hohenberg.

Nunca houve uma boa relação entre o imperador Francisco Jose e o seu sobrinho Francisco Fernando. Suas relações eram tensas. Cada vez que se reuniam haviam fortes discussões entre os dois, O imperador um homem ja já idoso e extremamente conservador, pensava que o seu sobrinho era muito liberal, e nunca o considerou ideal e aceitável para o trono, e depois do casamento do sobrinho o relacionamento entre os dois ficou ainda mais difícil, para imperador, o seu sobrinho tinha jogado na lama o titulo de imperatriz quando se casou com uma dama de companhia da baixa aristocracia, e para Francisco Fernando o imperador era o responsável pelas constantes as constantes humilhações publicas por parte da alta aristocracia, pelas quais a sua esposa era obrigada a passar, unicamente por não possuir um titulo que ele considerava adequado.

Francisco Fernando estava absolutamente apaixonado pela esposa, e nunca ouve rumores de que ele tivesse outras amantes, o que era considerado normal à época. Ele so tinha olhos para ela e era correspondido. Declarou uma vez o seguinte: A coisa mais inteligente que já fiz na vida. Foi casar-me com Sofía, ela significa tudo para mim. Minha esposa minha conselheira meu médico meu anjo da guarda em uma palavra minha felicidade.

A Servia, situada ao sul, fazia fronteira com o império Austro-Hungaro, e estava decidida a criar o seu proprio Imperio, as tensoes se maximizaram quando em 1908 o império Austro-Hungaro decidiu anexar a pronvicia vizinha: Bósnia e Herzegovina, que naquele momento era dominada pela Servia, isso provocou reaçoes violentas por parte dos servios que se tornou um perigoso e declarado inimigo.

Lá surgiu uma organização secreta chamada Mao-negra, de caréter ultra-radical, que pregava aos seus integrantes tomar o poder das mãos do inimigo, neste caso o Império Austro-hungaro, através do terror e com violência. O seu objetivo principal era liberar a Bosnia do inimigo e depois anexa-la a Servia.

Recrutava principalmente jovens estudantes idealistas e camponeses pobres, a mão-negra exigia um sacrifício extremo aos seus membros: a vitória ou a morte.

Em 1909, Sofia recebeu o título de “Duquesa de Hohenberg”, com o tratamento de “Sua Alteza” . E embora esse título tenha elevado consideravelmente sua situação na corte, ela ainda tinha que fazer reverencia a todas as arquiduquesas da Áustria, de modo que ela continuava não autorizada a comparecer ao lado do marido para atos oficiais que exigiam a presença de outros membros da realeza Austriaca. Porem podia acompanhá-lo em viagens, quando a mesma não estivesse presente.

A partir de então, o casal começou a fazer viagens oficiais juntos, sendo o primeiro para a Romênia.

Mais tarde, visitaram a Corte de Berlim onde foram recebidos com uma calorosa recepção, pelo Kaiser Guilherme II que até fez uma reverência cortês e beijou a mão de Sofia, algo ao que ela certamente não estava acostumada, porem reagiu com notável classe e elegância.

Depois no jantar e no grande Baile de Gala, os anfitriões ignoraram o protocolo e permitiu que o casal se sentasse um ao lado do outro. Eles ficaram extremamente agradecidos com aquele detalhe.

Em 1914 Francisco Fernando não via a hora de assumir o cargo de imperador, e todos sabiam que não demoraria muito, o imperador, seu tio já tinha 83 anos, e inclusive o retrato oficial do novo imperador estava pronto.

Naquela primavera, o Francisco José estava organizando uma viagem a Sarajevo para o sobrinho, para que ele inspecionasse pessoalmente as principais manobras do exercito Imperial que iriam ser realizadas na capital da Bósnia Herzegóvina que havia sido anexada em 1908, isso, lógico, irritou especialmente os radicais nacionalistas sérvios que sempre a reivindicaram como parte da Sérvia, considerando aquela visita como uma grande provocação. Quando a organizaçao Mao-negra soube dessa visita, iniciou os preparativos para assassinar o arquiduque.

Entre os potenciais assassinos haviam dois amigos os jovens estudantes Nedeljko Čabrinović e Gravilo príncipe e como a maioria dos recrutados eles eram jovens muito pobres, tuberculosos e sem preparo, porem obstinados em cumprir com o dever de liberar a Bosnia dos opressores.

Quando a Sofia soube da viagem do marido para inspecionar as manobras militares decidiu que ia acompanhar o seu marido.

A cidade de Sarajevo organizou todos os preparativos para receber a visita do Herdeiro do império austríaco, limparam as ruas e as decoraram com grinaldas e num grave lapso de segurança, o trajeto que o casal Real ia fazer foi publicitado em cartazes por toda a cidade de forma que os integrantes da Mão Negra sabiam por onde o Arquiduque ia passar em um carro aberto e escolheram pontos estrategicos ao longo desse trajeto para que os executores se posicionassem para concluir com sussesso o plano de de assassinato do Arquiduque.

A segurança da cidade estava sob a responsabilidade do governador da Bósnia o general Oskar Potiorek, que embora houvesse milhares de homens das Forças Armadas do império muito próximos à cidade, ele escalou apenas um reduzido grupo de policiais ja que acreditava que a multidão não representava nenhum perigo.

Na manhã de 28 de junho de 1914, Francisco Fernando e a sua comitiva partiram de trem de Ilidža para Sarajevo, onde foi recebido com grande pompa pelo governador. Seis carros foram colocados à disposição da comitiva e essa data nao era a mais própicia para esse evento, ja que nesse mesmo dia a 525 anos atrás, Os turcos haviam vencido os eslavos e agora precisamente nesse mesmo dia desta derrota eles tinham que receber novos conquistadores e isso tambem foi considerado como uma provocação, incluse o Arquiduque foi aconselhado a adiar o evento, porem ele deu importancia.

A comumitiva se dirigiu à Câmara Municipal, uma grande multidao animada os recebiam nos dois lados da avenida, entre ella se encontravam os seis 6 jovens integrantes da mao-negra, ja colocados em suas posiçoes, eles levavam armas, granadas e pílulas de cianeto para se suicídaram caso fossem capturados pela policia.

Um deles, Čabrinović jogou uma granada contra o carro aberto em que Francisco Fernando e Sofía estavam, porém ella quicou na parte traseira do mesmo, caiu no chao e explodiu ferindo algumas pessoas que vinham no carro de detras e alguns espectadores do desfile, o casal escapou ileso e 15 minutos após a explosão, a procissão continuou seu caminho a toda velocidade.

Cabrinovic, correu para escapar e e pulou no rio Miljacka,porem o rio tinha apenas cerca de 12 centímetros de profundidade, ele engoliu a cápsula de cianureto. mas, a tentativa de suicídio fracassou, ele vomitou o veneno e acabou sendo Detido pela polícia e foi agredido pela multidão antes de ser levado em custódia.

Enquanto isso o casal chegou à Câmara Municipal onde foram recebidos pelo prefeito que preparou uma recepção e começou a declarar um discurso de boas vindas, ao que o arquiduque não quis terminar de ouvir, indicando que suas palavras eram inúteis porque ele tinha vindo a Sarajevo como amigo e eles o receberam com uma bomba.

Nervoso com a situaçao quis abandonar rapidamente a Prefeitura, para visitar os feridos pelo ataque em vez de ir visitar o Museu Nacional como estava planejado no programa.

Nesse novo trajeto eles tinham que seguir pela avenida Apple Kay, mais no meio dessa confusao o motorista não foi avisado da mudança de plano e entrou numa rua para contuniar pela Avenida Francisco José a caminho do museu, percebendo o seu erro, parou o carro e deu marcha-atrás, havia muita gente e carros atrás dele, e deu-se a infeliz casualidade de que Gavilo Princip, havia saido de sua posiçao e atrevessado a rua para comprar um lanche justo na loja onde o carro do Arquiduque havia parado em frente, ele não era um bom atirador, mas a distância entre eles era tão curta que era muito difícil errar, ele ficou praticamente cara a cara com o arquiduque. Gravilo nao pensou duas vezes e disparou a primeira bala atingiu a jugular do arquiduque e a segunda atingiu o abdomen da sua esposa Sofia que foi rapidamente perdendo a consciencia. O carro arrancou rapidamente mais o dano ja estava feito.

Francisco Fernando vendo a sua esposa ferida só pode dizer a ela: Sofia querida, não morra, viva para cuidar dos nossos filhos. Ele tambem foi perdendo a conciencia e enquanto lhe perguntavam como ele estava, ele respondeu “Nao é nada.” e repetiu 6 vezes até perder as forças, Nao é nada, Nao é nada…

Faleceu uns 10 minutos apos a sua esposa. O arquiduque e e Sofia tinham 51 e 46 anos respectivamente.

Em virtude de seu casamento morganático com Sofia, Francisco Ferdinando não recebeu em solo austríaco nenhuma das pompas reservadas aos arquiduques mortos nem os privilégios fúnebres reservados aos herdeiros do trono.

E por uma concessão especial do imperador Francisco José, o caixão de Sofia pôde ser colocado ao lado do caixão do marido. Entretanto, a urna de Francisco Fernando, era maior e mais ornamentada e foi instalada numa altura 20 cm superior à urna da consorte. O corpo do ex-herdeiro portava todas as suas condecorações, a espada cerimonial e a coroa arquiducal. O corpo de sua “esposa morganática” portava apenas um par de luvas brancas e um leque negro – símbolos das damas-de-companhia da corte.

Como Sofia não poderia ser sepultada na Cripta Imperial de Viena, Francisco Fernando manifestou em vida o desejo de ser sepultado na cripta do Castelo de Artstetten, em Klein-Pöchlarn.

Gravilo Princip foi preso, Gavrilo Princip por ainda não ter atingido os 20 anos, que era a idade mínima para a execução, foi condenado a cumprir a pena máxima de 20 anos de prisão, na cadeia sofreu todo o tipo de tortura acabou morrendo de tuberculose, em 28 de abril de 1918.

O Imperio Austro-Hungaro, declarou a guerra a Servia, e um complicado sistema da alianças entre as potencias entrou em açao. E em pouco tempo Europa se viu banhada de sangue, numa guerra que matou mais de 10 milhões de combatentes e milhoes de civis que perderam suas vidas em meio a esse conflito que passou à historia como a 1 guerra mundial.

Deixar um comentário